A importância da reputação digital dos seus filhos

Cyberbullying Research Center

Sameer Hinduja e Justin W. Patchin

A reputação é importante. Na escola, no trabalho, na comunidade e, cada vez mais, online. Nas redes sociais, na web e em outros locais da internet, há um punhado de conteúdo que retrata uma persona sua e molda as atitudes e as percepções que os outros têm de você. Isso reflete sua reputação digital e é composto por fotos e vídeos que você (ou outras pessoas) carregaram, comentários que fez, artigos em que aparece, declarações que outros fizeram sobre você, nomes de usuário que usou e muito mais.

Como adultos, provavelmente entendemos a importância de criar e manter uma reputação positiva. Mas e os nossos filhos? Independentemente de seus filhos estarem no ensino fundamental ou médio, a reputação digital deve ser um ponto de prioridade na vida deles. Isso afeta como eles são vistos por seus colegas, professores, treinadores e mentores e outras pessoas na comunidade. Esperamos que eles já tenham pensado nisso em algum nível, porque as pessoas podem (e muitas vezes vão) julgá-los com base em como são representados online. De fato, as decisões sobre admissões em faculdades, bolsas de estudos, empregos ou outras oportunidades importantes podem depender da reputação digital ou do que alguns consideram como sendo sua pegada digital.




Ajude a gerenciar a reputação digital dos seus filhos

É importante conversar com seus filhos adolescentes sobre a importância de administrar as informações online. Lembre-os de que tudo o que eles publicam online poderá ser acessado por outras pessoas no futuro. Há algum problema nisso? Incentive-os a se perguntarem isso sempre que publicarem algo.


Por fim, passe um tempo vendo quais informações deles já estão nas redes. Para isso, procure o nome e o sobrenome deles (e talvez escola e/ou cidade) em mecanismos de pesquisa e outros sites onde é possível fazer pesquisas. Use uma aba ou janela “Privada” ou “Anônima” para que os resultados não sejam selecionados especificamente para você com base no seu histórico de navegação e cookies. Se o conteúdo problemático estiver em contas suas ou deles, incentive-os a removerem-no. Se disponível em outro site ou perfil sobre o qual você não tem controle, encontre uma maneira de entrar em contato com o criador do conteúdo, com a pessoa que fez a publicação ou com o host da web. Se não receber uma resposta, continue tentando ou entre em contato com uma empresa profissional de gerenciamento de reputação e/ou com um advogado. Você também pode solicitar formalmente que informações pessoais e conteúdos desatualizados sejam removidos de alguns resultados de pesquisa. Para ajudar a combater o conteúdo problemático, você também pode ajudar seus filhos adolescentes a encontrar oportunidades para que eles apareçam em notícias e segmentos online.

Vale lembrar que outras pessoas podem afetar negativamente a reputação de um adolescente marcando-o em fotos e publicações (que podem aparecer em feeds de redes sociais ou em resultados de pesquisa que outras pessoas realizam com o nome do seu filho como termo de pesquisa). O adolescente pode tentar se desmarcar ou entrar em contato com a pessoa que fez a publicação e solicitar que ela o remova. Se isso não funcionar, converse com seu filho sobre denunciar o indivíduo e fazer uma solicitação formal para que o site de rede social remova o conteúdo.

Marca pessoal

Pesquisa1 mostram que redes sociais podem servir a propósitos profissionais importantes, como marca pessoal, autopromoção e gerenciamento de impressões. Por isso, incentivamos seu uso positivo intencional. É importante que todos os jovens trabalhem duro para ter sucesso na escola e na comunidade (por exemplo, entrar no quadro de honra, fazer voluntariado e atividades extracurriculares, entre outras atividades). Isso deve ser feito não apenas para o crescimento pessoal, mas também para que outros encontrem evidências de seu trabalho árduo, integridade e espírito cívico ao procurá-los online.


Da mesma forma, pode ser inteligente incentivar (ou ajudar) seus filhos adolescentes a criarem um site pessoal. Aqui, eles podem carregar evidências das suas conquistas acadêmicas, atléticas, profissionais ou baseadas em serviços, bem como depoimentos e recomendações de outras pessoas que podem falar bem deles. Também é possível carregar fotos e vídeos apropriados que retratam maturidade, caráter, competência e bondade. Isso é ainda mais importante se eles tiverem cometido um erro e publicado algo inadequado online no passado. Se possível, eles devem tentar destacar e aumentar a quantidade de conteúdo positivo sobre si mesmos online. Isso pode minimizar a visibilidade e o impacto de conteúdos negativos. No geral, os adolescentes devem pensar na sua contribuição online considerando como o que é publicado sobre eles pode ajudá-los, em vez de prejudicá-los. Pais, façam uma parceria com seus filhos adolescentes para aproveitar a reputação digital deles em oportunidades que possam surgir e, dessa maneira, otimizar as chances de sucesso.

Gostaria de escolher outro país ou região para ver conteúdo específico da sua localização?
Alterar